2. DETERMINAÇÃO DO APORTE DE CARBONO E NITROGÊNIO PARA O AMBIENTE

 


Figura 5: Localização e distribuição dos pontos de coleta de sedimento.

 

Tabela 1: Percentual de C no sedimento nos diferentes pontos amostrais (média±desvio padrão).

Pontos

PD*

1 DAD*

10 DAD*

30 DAD*

Controle 1

0,38 ± 0,01a

0,30 ± 0,04b

0,29 ± 0,02b

0,25 ± 0,06a

Controle 2

0,22 ± 0,01a

0,29 ± 0,02b

0,12 ± 0,02ab

0,19 ± 0,03a

Desembocadura

0,48 ± 0,31a

0,33 ± 0,09b

0,19 ± 0,06b

0,25 ± 0,05a

20 m

0,26 ± 0,06a

0,44 ± 0,07ab

0,31 ± 0,06b

0,33 ± 0,12a

30 m

0,37 ± 0,17a

0,45 ± 0,12ab

0,33 ± 0,14bc

0,36 ± 0,04a

Viveiro

0,85 ± 0,72ab

0,67 ± 0,17a

0,28 ± 0,09b

0,36 ± 0,08a

Bacia de Sedimentação

0,20 ± 0,06ac

0,25 ± 0,03b

0,23 ± 0,03b

0,44 ± 0,01a

* Pré-despesca

 

 

 

 

* Dias após a despesca

 

 

 

 

 

 

COMUNIDADE BENTÔNICA

 


Figura 7: Dispersão espaço-temporal dos grupos de amostras em função da similaridade

 

 

Espécies de macroinvertebrados bentônicos identificadas nesse estudo: